Doenças relacionadas

Doenças Neuromusculares

O QUE SÃO DOENÇAS NEUROMUSCULARES?

De maneira mais simples são um grande grupo de diferentes doenças que afetam os nervos, a junção entre nervo e músculo e os músculos esqueléticos. Existem diferenças entre os músculos esqueléticos e os músculos que formam alguns órgãos musculares do corpo como, por exemplo, o coração O sistema nervoso humano é composto pelo sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico. O sistema nervoso central é formado pelo cérebro e medula espinhal. Medula espinhal é diferente de medula óssea. A medula óssea é um grupo de células que existe no interior dos ossos do corpo e não tem relação com o sistema nervoso. O sistema nervoso periférico é formado pelos neurônios motores da medula, raízes nervosas, plexos nervosos, nervos periféricos, junção entre o nervo e músculo e os músculos esqueléticos. Uma forma mais adequada para definição das doenças neuromusculares é que são doenças que causam alterações no sistema nervoso periférico. As principais funções do sistema nervoso periférico são sensibilidade, movimento, força muscular, manutenção do vigor muscular, manutenção da tonicidade dos músculos e auxiliar na marcha.

QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS DAS DOENÇAS NEUROMUSCULARES?

Como já foram citadas as principais funções do sistema nervoso periférico fica mais fácil descrever sos sintomas deste imenso grupo de doenças. Os sintomas destas doenças podem ser divididos em sintomas de sensibilidade e sintomas na motricidade(motores). Os sintomas motores são fraqueza muscular, dificuldade para caminhar, dificuldade para engolir alimentos, visão dupla, flacidez muscular excessiva, atrofia (perda do volume) muscular, intolerância ou dificuldades em fazer exercícios físicos. Existem diferenças entre fraqueza muscular, cansaço e fadiga muscular. A fraqueza quando é originária de doença neuromuscular deve trazer problemas de locomoção, dificuldade para segurar objetos com as mãos, quedas freqüentes, dificuldades para pentear os cabelos, etc… A fadiga e o cansaço também podem ser causados por doenças cardíacas, reumatismos, doenças pulmonares, doenças renais, doenças do sangue e até doenças psiquiátricas. Os sintomas de alterações na sensibilidade podem ser dor (neuropática), perda de sensibilidade, perda do senso da posição dos membros, sensações desagradáveis em áreas específicas do corpo, formigamentos, hipersensibilidade ao toque e. A intensidade destes sintomas é muito variável e temos desde doenças leves que podem causar apenas dificuldades leves para fazer atividade física até doenças graves que podem deixar a pessoa restrita ao leito. A diferenciação somente pode ser feita pelo médico neurologista.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DOENÇAS DAS RAÍZES NERVOSAS E NERVOS PERIFÉRICOS?

As principais doenças das raízes nervosas são as compressões de raízes por hérnias de disco e as chamadas radiculopatias que podem ter inúmeras causas. As principais causas de doenças dos nervos periféricos são o diabete, as deficiências de vitaminas, o alcoolismo e algumas doenças neuromusculares genéticas. O diabete pode afetar os nervos periféricos porque causa obstrução do fluxo de sangue que nutre os nervos e nos Brasil é uma das principais causas de doença dos nervos periféricos.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DOENÇAS DOS MÚSCULOS E DA JUNÇÃO ENTRE NERVO E MÚSCULO?

As principais doenças dos músculos são causadas por alterações genéticas, alguns tipos de inflamações musculares, doenças musculares causadas por medicamentos entre outras. A principal doença da junção neuromuscular é a Miastenia Gravis. Esta doença geralmente ocorre em mulheres jovens e pode causar desde sintomas leves até sintomas de intensa fraqueza muscular. Os sintomas geralmente são intolerância aos exercícios, fraqueza muscular aos esforços, piora da fraqueza no período da tarde, visão dupla, dificuldade para mastigar alimentos, dificuldade para engolir alimentos, falta de ar, etc…

QUAL O TRATAMENTO DAS DOENÇAS NEUROMUSCULARES?

O tratamento é muito variável e dependa da doença específica. Engloba tratamento médico com medicamentos para tratar a doença e os sintomas, sessões de reabilitação e fisioterapia, tratamento da dor, evitar as contraturas musculares e articulares fixas com uso de órteses, auxílio de um Fonoaudiólogo para tratamento das dificuldades da fala e da deglutição e suporte familiar.